02 janeiro 2015

[Resenha] O GRANDE IVAN (Katherine Applegate) Por Héverton Cavalcante

O Grande Ivan - Meu nome é Ivan. Eu sou um gorila. Não é tão fácil quanto parece...Ivan mora dentro de um shopping e nunca tinha pensado em voltar para a natureza até o dia em que a pequena Ruby, um filhote de elefante, foi comprada pelo dono do circo. Baseado em fatos reais, O GRANDE IVAN é uma história deliciosa, cheia de humor, ao mesmo tempo doce e inteligente, sobre os direitos dos animais e sobre a força da amizade. Não importa quantos anos você tem... Você deveria ler este livro hoje, agora mesmo. Aliás, o que você está esperando para começar?

APPLEGATE, Katherine. O GRANDE IVAN. Ribeirão Preto: Novo Conceito, 2014, 288 p.
Skoob Fanpage (Livro)
Skoob Fanpage (Livro)

Mais uma dose de esperança, carinho e perseverança, por favor!
"Alguns animais vivem na privacidade, sem serem observados, mas minha vida não é assim. Minha vida tem luzes brilhantes e dedos apontando e visitantes que não foram convidados. A centímetros de distância, os humanos apoiam suas mãozinhas contra a parede de vidro e nos separa. A parede diz que você é isso e que nós somos aquilo e que sempre será assim"
Desenvolvi essa frase para encabeçar a minha crítica sobre “O Grande Ivan”, pois acredito que essas palavras resumem tudo que o livro demonstra em seu conteúdo. A beleza dessa obra começa por seu acabamento, em capa dura, e por seu design de capa – muito bela, que já lhe convida a abrir o livro. Por ser um tipo de leitura bem simples de ler, ela remete aos nossos momentos de infância, a toda a magia de abrir aqueles livros ilustrados, cheios de fábulas, que nos entretinham por tanto tempo. Apesar de não ser o caso desse, para mim, ler apenas “Eu sou o Ivan. Eu sou um gorila. Não é tão fácil quanto parece...” foi o suficiente para me deixar curioso a saber dele e de sua história. A obra nos faz pensar em muitas coisas, inclusive o “modo irracional” de pensar de outros animais: a visão deles sobres os humanos; tudo por que ele passa; tudo o que ele tenta dizer e os humanos não entendem.
-Os humanos podem nos surpreender às vezes.
Na minha opinião é um livro que todo mundo devia ler de vez quando, pois a inocência dos versos fazem falta quando somos leitores, por exemplo, acostumados com distopias que envolvem algo mais violento e dramático. É de fato uma literatura pra relaxar. Sobre a história, o mais lindo de se ver, como mencionei na frase inicial, é o exemplo de esperança, carinho e perseverança. Quando você luta para conseguir aquilo que outrora prometeu um dia.
Uma literatura de fascinar até os leitores mais velhos, é livro pra qualquer idade! O mais lindo de ver é que a obra, apesar de ficção, foi baseada em fatos reais como o próprio Ivan, que existiu. (Nota da autora, pag. 283)
Gostoso de ler. Fonte tranquila. 280 páginas com algumas folhas que contém no mínimo seus dois versos, o que facilita ainda mais leitura. Livro de se ler em um dia facilmente.

NOTA:
4/5

RESENHISTA HONORÁRIO


Héverton Cavalcante tem atualmente 17 anos, é músico, compositor, grande amante de livros e livrarias, fotografia e música. Pré-universitário, tem diversos desejos profissionais, que vão da Arquitetura à Música e ao Marketing.

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.