24 julho 2015

[RESENHA] Perto de Você (Bella Andre)


O ator Smith Sullivan aposta todas as suas fichas no seu novo filme, "Gravity" - que ele escreveu, dirige e estrela - mas este astro não para de pensar em Valentina Landon, o seu maior desafio. Val é uma mulher com a sensualidade à flor da pele e acredita no Amor Verdadeiro, só tem certeza de que jamais o encontrará em Hollywood - o palco dos amores fingidos. A atração entre eles é inevitável, porém Valentina tem muitas reservas quanto ao estilo de vida dos atores, que a enoja - e com o qual convive, em sua própria família, há tempos. Ela permitirá que Smith se aproxime ainda mais do que seus rápidos encontros casuais e "totalmente sob controle"?
ANDRE, Bella. Perto de você. Tradução de Ana Paula Doherty. Série Os Irmãos Sullivan. Ribeirão Preto: Novo Conceito, 2014. 349 p.
COMPRE
Skoob (Livro)
Skoob Fanpage (Autora)


... Smith nunca seria imune a lindas mulheres. Mais especificamente a uma mulher que o atraía em particular, pensou enquanto Valentina Landon passava com um casaco de lã comprido e grosso para se proteger da friagem da manhã, as sobrancelhas levantadas ao observar as moças que se espremiam e davam risadinhas em volta dele. (p. 7)
 
Não sou fã da Literatura erótica - ou, para usar um termo mais leve no nosso contexto, "Hot". Cada novo livro de Bella Andre nos proporciona uma chance de cair de amores por um Sullivan, e este não foge à regra. Não fui muito fã de Chase e preferia Marcus até conhecer Smith e Valentina - meu casal favorito na série, os primeiros personagens redondos com que me deparei. A trama foi muito bem bolada para ser complexa e, tirando os termos chulos que poderiam ter sido substituídos por outros mais amenos, na tradução, todos os detalhes tornam o livro 7 o meu favorito da série.

Aqui temos um verdadeiro CLICHÊ. Smith Sullivan é um astro de cinema, famoso e milionário, que sempre teve uma mulher atrás da outra e nunca se importou com quem levava para a cama - desde que as mulheres fossem lindas e não quisessem nada sério. Ele tinha tudo... Porém "faltava algo". Smith vem de uma família grande, carinhosa, de homens cheios de amor para dar e que têm muito zelo por suas amadas, jamais impedindo-as de se mostrarem lindas, mas orgulhosos das mulheres deslumbrantes e fortes que caminham ao seu lado. Cada Sullivan está encontrando seu par, e Smith chegou àquela idade em que, como ele diz, não tem mais 21 anos e o "ficar por ficar", não faz mais seu estilo - ele quer algo a mais. 

Seria fácil para um Partidão como ele encontrar alguém entre as mulheres com quem convive, visto que elas são muitas: as fãs oferecidas e as belas personalidades de status, sempre à disposição. Mas ele busca outro tipo de mulher, agora. Eis que Smith conhece Valentina Landon - empresária da atriz com quem ele está contracenando em seu novo filme, "Gravity". Tatiana, a atriz, é pequena, frágil e tradicionalmente bela, como toda atriz. Já sua irmã, Val, tem uma beleza exótica, é alta e dura na queda, não facilita o contato para ninguém; fria, fechada, introspectiva - uma Rainha do Gelo... Ainda assim, ela atraiu a atenção de Smith por sua força e pela forma como defende e cuida da irmã. Val não era como as milhares que corriam e se lançavam aos pés de Smith - ele percebe a chance da conquista e parte para o ataque. Mas em vez de ser algo simples - ora, ele era ator, lindo, rico, famoso, gostoso, desejado, romântico... ela lhe dá uma dose de trabalho. Valentina é a personificação da expressão Osso-Duro-De-Roer.

Nos outros livros que li, Bella colocou as cenas adultas bem antes. Já neste, ela se demorou mais no processo de conquista e também na batalha psicológica que se travava nas cabeças de Valentina e de Smith: Razão versus Paixão. Ela maturou a história, as características de seus protagonistas e a sua narrativa, detendo-se mais à mente dos personagens, aos sentimentos e confusões neles. Val tem problemas com a mãe, também atriz, que passou a sair com atores muito mais novos desde que ficou viúva. Atores que davam em cima das filhas da namorada e, por isso, Valentina criou aversão a atores e à ideia de namorar um deles - quanto mais um super astro perseguido pela mídia, como Smith Sullivan. Ele, porém, não tornou as coisas fáceis, com seu jeito romântico e sedutor: qualquer mulher menos forte que Valentina teria caído nos encantos dele muito mais rapidamente. Eu, por exemplo!

É aí que a complexidade do enredo começa. Incapaz de se envolver de forma plena com um ator, por medo de se machucar, Valentina se aventura em uma paixão superficial e sem vínculo, transformando-se, assim, no tipo de pessoa que a enojava: uma adepta do romance casual, de "rapidinhas" sem conexão emocional. Procurando Smith frequentemente para um relacionamento puramente físico e visando afastá-lo, como se nada acontecera, Val o arrasta para encontros aqui e ali, contrariando o tipo de pessoa que pensei que ela era, a priori. Mais ou menos como o pai de Édipo Rei, que, tentando evitar o destino previsto pelo Oráculo, tomou exatamente as atitudes que levariam toda a tragédia prevista a acontecer.

A narrativa é tão bem conduzida e explicada em poucos e claros termos, que podemos perceber como Smith está machucado com aquela situação, sem que ele diga uma única palavra, em algumas cenas. Está apaixonado por uma mulher que ele deseja a sério, mas que o está levando em banho-maria; e nenhum dos dois consegue se afastar do outro, porque quando estão juntos... Explosão. Smith aceita o casual, tudo como ela quer, para não ter de ficar longe dela; Val não queria deixar crescer um sentimento que a levaria a quebrar a cara - mas tampouco consegue se afastar. Eu era fã de Marcus e Nicole, porém Val e Smith me fizeram rir e chorar com seus dramas e dilemas. Começou clichê e terminou muito bem - e que final interessante! Eu sabia que uma ponta ficara solta, agora estou ansiosa pelo último!


Valentina estava quase a ponto de cometer uma grosseria e trancar a porta do quarto. Mas ela se recusava a dar a Smith a satisfação de ouvi-la fazer uma tentativa frustrada de mantê-lo fora de sua cama. Que triste seria precisar de um cadeado para manter as pernas fechadas quando ele estivesse por perto. (p. 228)


Val é figura da mulher do novo milênio: forte diante das pessoas, mas que chora de vez em quando, na calada da noite, sozinha em seu quarto; firme e lutadora, que sabe da necessidade de trabalhar duas vezes mais para conquistar uma posição que o homem já alcança naturalmente - mas que, no fim das contas, é uma Mulher. Em toda a extensão da palavra. Existe o fator sensibilidade feminina: pode ser uma grande profissional, durante o dia, e lidar com os desafios que vierem, alguns maiores que ela; mas à noite, enquanto a tempestade desaba lá fora, ela deseja ceder à sua fragilidade intrínseca, tendo braços fortes e quentes aquecendo-a até dormir.


"Eles são tão diferentes, Valentina. Parecia até que diferentes demais. (...) Ele a ama tanto quanto ela o ama. Então, é lógico, fizeram dar certo." (p. 289)

A série de Bella Andre tem oito livros, um para cada um dos irmãos Sullivan, com os romances que arrebataram suas vidas:

1- Um olhar de amor, de Chase e Chloe;
2- Por um momento apenas, com Marcus e Nicole;
3- Não posso me apaixonar, de Gabe e Megan;
4- Só tenho olhos para você, com Sophie (Boazinha) e Jake;
5- Se você fosse minha, de Zach e Heather;
6- Quero ser seu, com Ryan e Vicki;
7- PERTO DE VOCÊ, do casal Smith e Valentina;
8- Always on my mind, com Lori (Mazinha) e Grayson - ainda não lançado no Brasil, e que encerra a série.

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.