01 agosto 2015

[Resenha] O Restaurante no Fim do Universo (Douglas Adams)

ATENÇÃO! PODE CONTER SPOILERS PARA QUEM NÃO LEU O PRIMEIRO LIVRO.



O que pretende fazer quando chegar ao Restaurante no Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou embriagar-se com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo literalmente acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com o surpreendente "O Guia do Mochileiro das Galáxias", mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. Com seu estilo inteligente e sagaz, Douglas Adams prende o leitor a cada página numa maravilhosa aventura de ficção científica combinada ao mais fino humor britânico, que conquistou fãs no mundo inteiro. Uma verdadeira viagem, em qualquer um dos mais improváveis sentidos.
O Restaurante no Fim do Universo. The Restaurant at the end of the Universe. Douglas ADAMS. Ed. Arqueiro, 2009, 229 p. Trad. Carlos Irineu da Costa.


A próxima pergunta fundamental é... Onde vamos comer?

Que tal dar uma passadinha num Restaurante ali, no Fim do Universo?


Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por que ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais estranho e inexplicável... Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu. (p. 7)


Arthur e Trillian são os únicos sobreviventes da demolição da Terra - um gigantesco computador criado para se descobrir a Grande Pergunta para a Resposta Final, 42. Em companhia de Ford, Marvin e Zaphod, eles se aventuram até o famoso Restaurante no Fim do Universo e ainda chegam a se surpreender, por mais difícil que pareça chocar-se com qualquer absurdo do Universo. Zaphod entra em uma jornada maluca em busca de alguém que tecnicamente ele não conhece, atrás de uma resposta para algo que ele nem se lembra do que é. No caminho, depara-se com mais máquinas depressivas, e vai fazer contato com entidades que considerava esquecidas, em cenas hilariantes.

E isso não é conversa para boi [que se oferece como jantar] dormir. Em muitas passagens,  você vai viajar com o autor, sorrir e refletir; e em um momento especial, que pode ser tão perturbador quanto ridiculamente insólito, você vai reconsiderar a forma como olha para os bifes; especialmente, os mal passados. Marvin segue sendo o dono das melhores cortadas do livro, e o bom humor filosófico de Adams banha as páginas.



Resumo dos últimos capítulos: No início, o Universo foi criado. Isso irritou profundamente muitas pessoas e, no geral, foi encarado como uma péssima ideia. (p. 9)



É inevitável, quando se é um apaixonado por séries [e, neste caso, mais por Adams], que nós tenhamos sentimentos paradoxais em relação ao segundo livro: será que ele vai decepcionar ou manterá/aprofundará a qualidade do primeiro volume? Infelizmente, ao contrário de quase 50% dos skoobers que já leram o livro, eu não gostei tanto dele quanto do primeiro. 

Apesar de ter me divertido a valer com algumas passagens e de reconhecer o bom humor inglês e as críticas abertas de Adams, eu esperava curtir mais a leitura. Mas não se engane, pensando que a qualidade de Douglas caiu! Não, esta ainda é uma série que quero completa na estante, quando eu vier a ler todos os volumes - Adams é um dos meus autores mais queridos. Porém, a sucessão dos fatos em "O Restaurante no Fim do Universo" é que não me cativou; pelo menos, até chegar ao final, que foi realmente interessante. Meu ritmo de leitura foi lento, eu me arrastei pelas páginas durante dias a fio - possivelmente uma consequência do momento que estou vivendo. Tenho certeza de que uma releitura, além de necessária, será significativa e esclarecedora.


Resumindo: é um fato bem conhecido que todos os que querem governar as outras pessoas são, por isso mesmo, os menos indicados para isso. Resumindo o resumo: qualquer pessoa capaz de se tornar presidente não deveria, em hipótese alguma, ter permissão para exercer o cargo. Resumindo o resumo do resumo: as pessoas são um problema. (p. 186)


Um ponto de que gostei, porém, como sempre que é mencionado em uma obra da FC ou de fantasia, foi a viagem pelo espaço-tempo, as dobras temporais e o melhor que esse tipo de aventura pode trazer. Sou apaixonada por Time Travelers e os nós que isso pode gerar na nossa cabeça. Algumas das minhas histórias favoritas, na literatura e no cinema, aborda o tema. É por isso, mais do que por qualquer outro fator, que quero reler o livro logo.

Reconheci também a importância da passagem pelo Restaurante, que a princípio pode parecer sem propósito; tudo tem um porquê no final. As surpresas, explicações, esclarecimentos sobre perguntas que você nem sabia que tinha... A nota do livro será 3, mas Douglas é um dos meus autores favoritos e recomendo sua série com todo carinho ;-D





Comentários via Facebook

5 Comentários:

  1. This :)
    Como vai?
    Não conhecia esta obra :O
    Ah,deixei um recado no seu facebook >.<

    Beijos e cuide-se
    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei mais do primeiro, também. Logo em seguida, li "O Restaurante..." e comecei o terceiro, mas dei uma paradinha. Acho que não consigo mais ler o mesmo estilo/gênero seguido, preciso dar uma respirada em outros, diferentes, mas ainda quero ler os outros esse ano mesmo! Dá saudade, dei muita risada!

    ResponderExcluir
  3. Não li o primeiro. Só conheço de nome esses livros...A história é legal e eu até que queria ler.

    ResponderExcluir
  4. Já disse que eu ganhei esse livro aqui? rsrsrs acho a história da série muito interessante e o mais breve possível que me aventurar por essa viagem fantástica.

    ResponderExcluir
  5. Eu não gostei tanto quanto queria do primeiro volume e esse segundo está na minha lista de espera (adorei ambas as suas resenhas, incríveis).
    Essa é realmente uma coleção para se debater com os colegas leitores. Acho que vou reler o 1º e tentar tirar outras conclusões.
    PS: também adoro muito o Marvin

    ResponderExcluir

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.