17 janeiro 2016

[DOMINGAS] Tempo cresce, pessoas voam

Uma hora, você percebe que precisa crescer. Por mais assustador que seja o futuro, ele precisa ser bem cuidado, aguardado, alimentado no presente. Em algum momento, é preciso aceitar que, em busca do que se quer, é preciso fazer alguns sacrifícios.

Isso é crescer: não usar mais a birra pueril de querer ter tudo, a qualquer preço; é saber que, para conquistar algumas coisas, a gente precisa abrir mão de outras; é ter consciência de que isso vai doer - quem disse que seria fácil?

Observe o desabrochar das flores, que já foram botões minúsculos. Ouça o canto de pássaros, que um dia se arriscavam em pios finos, tímidos, e nem sonhavam em voar. Sinta a presença dos pequenos ao seu redor, o cheiro, a forma como eles sorriem para você, como se nada de mais belo pudesse existir no mundo... Um dia, vão ter vergonha de ganhar um beijo ou abraço seu em público. Em breve, vão sair de casa e não voltarão - porque a missão de quem cria é preparar para o mundo, não para si. Tudo muda, um dia, porque a evolução tem como princípio de alterar o mundo ao redor.

Crescer é tão necessário quanto alimentar-se e respirar. Tão inevitável quanto a morte. Deus nos guie, no caminho da mudança, e Maria nos proteja, no trilhar da jornada.

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.