24 outubro 2016

[RESENHA] Como Salvar um Vampiro Apaixonado (Beth Fantaskey)

- PODE CONTER SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO. 
Uma estaca. Muito sangue. Terríveis pesadelos.
O charmoso e tentador príncipe romeno Lucius Valeriu Vladescu entrou na vida de Jessica Packwood para colocar em prática o verso de "O Teatro Mágico": "Você me bagunça e tumultua tudo em mim". Não apenas um membro da realeza da Romênia, de bônus, ele é um príncipe vampiro. Deliciosamente sedutor, quando chega o tempo de reclamar sua princesa prometida desde o nascimento, Lucius viaja para os EUA, determinado a trazer sua prometida para casa. Só assim se estabeleceria a paz entre os clãs mais poderosos de seu país: os Vladescu e os Dragomir. Parece simples, nada muito grave, correto? Errado. Agora, Jess acorda ao lado de seu marido tendo sonhos vívidos sobre cravar uma estaca em seu peito. O que isso quer dizer??(SKOOB)
FANTASKEY, Beth. Como salvar um vampiro apaixonado. Tradução de Alves Calado. São Paulo: Arqueiro, 2013, 272 p.
Skoob  FanPage Livro 1  Fanpage Livro 2 (livro)
Skoob Fanpage (autor)
RESENHA NO SKOOB
ORELHA DE LIVRO


"O medo é o pior tipo de sepultura, pois enterra gente viva" (p. 153)
A vida da Princesa Antanasia Dragomir, agora que  se tornou esposa e companheira por toda a eternidade do príncipe Vladescu, poderia ser um conto de fadas (de vampiros?) lindo e fofo, cheio de rosas vermelhas, muita paixão e luxo. Mas é claro que não seria tão simples: onde há uma luta pelo poder e pessoas vivas na linha de sucessão, com possibilidade de ascensão a um trono, existe inveja, traição, mentira, jogo sujo, cabeças rolando e muito sangue derramado. Basicamente, é nesse contexto que se desenrola o ano da lua-de-mel de casamento de Jess.

O que resta são as boas lembranças de uma breve calmaria. A revisão sofreu alguns lapsos notáveis, infelizmente, mas nada que comprometesse a compreensão do texto. Mais uma vez, tive a prova de que um Lucius é melhor que qualquer Edward Cullen. Ele diz as palavras mais perfeitas a Jess, sempre - mas, em uma determinada cena, ele faz uma declaração que deixa qualquer garota em frangalhos - palavras que cortam o coração de uma mulher em pedacinhos e os atira aos lobos, por nos fazer pensar "Por que ele não existe??". E há seu humor gostoso de sempre, impagável. Apesar de retratar uma faceta mais madura, séria e fatal da vida de Jess, o livro não perde seu bom humor essencial, principalmente nas cartas de Lucius, com seu toque pitoresco e irônico - agora com um novo destinatário, mas alguém à altura, com respostas hilárias.
"- Você acha o seu marido bonito, não é? - gostava de brincar meu príncipe maravilhosamente arrogante sempre que me flagrava boquiaberta, como se fosse Mindy na arquibancada do colégio. - Não faço ideia de por que você demorou tanto tempo para me amar, já que eu amei você até quando usava suas piores camisetas com estampas de cavalos!" (p. 184)
A primeira barreira que Jess enfrenta é o preconceito da própria família e a dúvida sobre seu poder de governar com destreza. A segunda é a língua, já que ela é romena, mas não fala a língua materna fluentemente. Mas encarar a ordem de destruição de um vampiro criminoso e aguardar o julgamento dos Anciãos -sobre ela ser uma boa rainha- parecia o pior que Jess enfrentaria, até que um Ancião do Conselho é assassinado, e a culpa recai sobre quem ela menos espera.

O final foi, sim, previsível - eu sabia desde os primeiros capítulos, mas de forma alguma torna a história menos digna de ser lida. É uma saga para se ter na estante e reler, de tempos em tempos. Mindy continua engraçada e gostei da participação dela em toda a história. Raniero Lovatu, primo de Lucius, chegou a dar algumas voltas na história, mas comprovou ser uma excelente adição ao grupo - afinal, um vampiro vegetariano sempre será algo divertido de ver. Fiquei muito curiosa acerca da aparência de Ylenia e da personalidade de Dorin, mas minha atração por eles parou por aí. 
 "Suportar a dor é igual a causar dor. Também fica mais fácil com a prática." (p. 212)
Fui muito feliz ao ler a resenha de "Como se livrar de um vampiro apaixonado", e aquele trecho inesquecível de Jess cravando o forcado no pé de um príncipe romeno que alegava ser vampiro e pertencer a ela por toda a vida - uma menina crescida em fazenda, sem preocupação com a beleza física ou um Reino inteiro à sua espera, para governar, na Europa. Assim, tive a oportunidade de conhecer uma saga linda e que indico com prazer aos jovens.

Apenas tínhamos à disposição o hotsite, no qual poderíamos ler o livro intermediário "O Casamento" (link abaixo), porque a Editora não tinha planos de lançar o livro 2. Que bom que mudaram de ideia! Vale a pena, se curte um ótimo romance teen vampiro. O livro é excelente.

NOTA: 5/5

LEIAM "O CASAMENTO" AQUI.
SITE BETH FANTASKEY

Comentários via Facebook

4 Comentários:

  1. Oi! Já vi algumas resenhas desse livro e parece ser legal. Mas o que eu adorei mesmo foi esse primeiro Quote. O medo com certeza nos enterra. Pena que o final é previsível. Acho isso chato.

    Beijos, Bell.

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto muito de histórias sobre vampiros e esse parece ser muito interessante.
    Amei a resenha.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse livro!
    Tenho o primeiro e já li o segundo em epub!
    Ameii!
    Acho tão legal livros de vampiros!
    Beijãoooooo.

    ResponderExcluir
  4. Tem muito tempo que quero ler esse livro, e é claro que da para notar que a trama e clichê, e previsível, porém a história em si, ainda sim e envolvente e cativante. Os personagens são divertidos bem construído, e o romance e lindo, espero ter a oportunidade de ler esse livro logo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.