31 março 2019

[POST] Para salvar o domingo

Por que se vende a preço tão baixo?

Será que tudo o que já vivenciou nessa vida não provocou uma mudança em você? Lembra-se de quantas noites mal dormidas você teve de passar, porque estava trabalhando com afinco para algum evento ou para fechar contas da empresa, ou para encerrar aquele seminário infernal que foi marcado com apenas uma semana de antecedência, ou para alimentar seu bebê - que não tem hora para acordar e cujos horários sempre parecem estar em conflito com os seus...

Seu valor é tão alto que as nuvens não conseguiriam tocar. Sua vida é tão preciosa que pode vender tudo o que você tem dentro desse apartamento de 60 metros quadrados, e, ainda assim jamais chegaria perto desse valor estimado. Seu esforço vale por milhões. Suas vitórias, por bilhões. Seus resultados e as consequências de suas lutas... Você é quem me diz.

Não se venda tão baixo. Pô, você vale tanto, que estou há mais de cinco minutos escrevendo profusamente e não conseguiria expressar em palavras melhores do que as que se formam no âmago do teu coração. Esse danado é um traidor frequente: está sempre pensando no que não deveria, e dando corda a quem não merece. Mas eis que um ditado se agiganta em meio à sua dor: você pode, sim, ser uma daquelas pessoas que colecionará cicatrizes pra sempre, mas que preferiu espalhar por aí apenas uma coisa: Amor.

E isso não tem preço.


Tem apenas valor.

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.