26 janeiro 2020

[26/01] RESENHA: Anne de Green Gables (Lucy M. Montgomery)

SINOPSE DO SKOOB: Quando os irmãos Marilla e Matthew Cuthbert, de Green Gables, na Prince Edward Island, no Canadá, decidem adotar um órfão para ajudá-los nos trabalhos da fazenda, não estão preparados para o “erro” que mudará suas vidas: Anne Shirley, uma menina ruiva de 11 anos, acaba sendo enviada, por engano, pelo orfanato. Apesar do acontecimento inesperado, a natureza expansiva, sempre de bem com a vida, a curiosidade, a imaginação peculiar e a tagarelice da menina conquistam rapidamente os relutantes pais adotivos. O espírito combativo e questionador de Anne logo atrai o interesse das pessoas do lugar – e muitos problemas também. No entanto, Anne era uma espécie de Pollyanna, e sua capacidade de ver sempre o lado bonito e positivo de tudo, seu amor pela vida, pela natureza, pelos livros conquista a todos, e ela acaba sendo “adotada” também pela comunidade. Publicada pela primeira vez em 1908, esta história deliciosa, que ilustra valores fundamentais como a ética, a solidariedade, a honestidade e a importância do trabalho e da amizade, teve numerosas edições, já tendo vendido mais de 50 milhões de cópias em todo o mundo. Foi traduzida para mais de 20 idiomas e adaptada para o teatro e o cinema. (Infantojuvenil / Ficção / Jovem adulto / Literatura Estrangeira).
[...] quando se está imaginando, sempre se pode imaginar algo que valha a pena (p. 20)
Li este livro pois foi arrolado entre as obras do Clube do Livro de que participo em João Pessoa, o Rota Literária, em 2020. O romance canadense Anne de Green Gables, de autoria de Lucy Maud Montgomery, é uma Ode ao poder da imaginação. Ele foi publicado pela primeira vez em Boston, em 1908; desde então, já foi adaptado para TV (a versão mais recente é ANNE WITH AN E, da Netflix), filme, desenhos animados e até musicais de Teatro. Apesar de ter sido escrito com foco em todos os públicos, hoje é considerada uma obra infantil.
Se a pessoa tem grandes ideias,tem de usar grandes palavras para expressá-las, não tem? (p.21)
É impossível não se apaixonar por Anne Shirley; por seu uso de grandes palavras para expressar suas grandiosas ideias; por sua força e seu enorme carisma perante as pessoas, que ela conquista com seu coração singelo e puro. O livro narra a história de Anne Shirley, uma órfã que acaba indo morar com dois irmãos idosos por engano, posto que eles tentaram adotar um menino - com o propósito de ajudar Matthew Cuthbert nos serviços da fazenda, na velhice deste. O casal de irmãos morava em uma fazenda chamada "Green Gables", em Avonlea, uma cidade fictícia na Ilha do Príncipe Eduardo, uma província do Canadá, que já foi uma colônia britânica.

Bem descritivo e com um tom de tolkienismo nas suas linhas, o livro é tão cativante quanto a série da Netflix, com seus personagens curiosos, falantes, inesquecíveis. Fico feliz pelo que já considero um dos melhores livros do ano. A narrativa escrita é menos agitada que a série - que discute mais abrangente e rapidamente questões como Feminismo, Racismo, a Instituição do casamento, a relevância do (a) Professor (a). Senti falta destes debates na obra original, mas ela é tão singela e Anne, tão cativante, que nos sentimos acolhidos ali, no Canadá do fim do século XIX. Um romance adorável. A palavra é esta: ADORÁVEL.
(...) Eu suponho - dificilmente poderíamos esperar ficar com ela.
- Eu diria que não. Que bem ela faria para nós?
- Nós poderíamos fazer algum bem para ela. (p. 36)
Desde a surpresa de Matthew a encontrar uma menina em vez do menino até o surpreendente final dessa história, é praticamente impossível parar de ler. Compre o livro e compre o ebook, e peça a sua  Alexa para continuar a leitura quando seus olhos estiverem cansados. Mas faça o que precisa. Esta obra merece ser lida com carinho e atenção, sem ser dividida com outras.

Não há como ler sem imaginar as diferenças criadas na série, mas amo ambas as narrativas. Anne é uma menina tão adorável em tudo. E eu consigo ter uma visão diferente dela, além da imagem da protagonista de Anne With an E. É bom saber que houve alguma "fidelidade" e também crescimento na adaptação. Personagens como a Sra. Rachel Lynde podem tirar você do sério e, ao mesmo tempo, te fazer morrer de amores; Matthew e Marilla Cuthbert são os dois irmãos que recebem a órfã Anne Shirley por engano; as crianças da escola; Diana, a melhor amiga de Anne e sua família. Enfim! Há tantos personagens incríveis que não conseguimos escolher um favorito. Recomendado, sim! O defeito deste livro é que ele acaba, quando queremos saber mais. Por isso, não dou nota máxima: há mais aspectos que a autora poderia ter abordado nesta obra.

NOTA: 4,5/5,0
ISBN-13: 9788551306000 
ISBN-10: 8551306006 
Ano: 2019
Páginas: 320 
Idioma: português 
Editora: Autêntica Editora

SKOOB - Link aqui

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.